segunda-feira, 17 de março de 2014

O dia-a-dia de um eurodeputado discreto

Nuno Melo foi considerado um eurodeputado "muito discreto" na avaliação que o Público fez de alguns eurodeputados, o que é um excelente eufemismo para "acorda ressacado às duas da tarde, vai ao facebook, entretanto passaram-se 3 horas, liga ao Dr. Paulo Portas para lhe dizer "o sôtor é o maior" ao que ele responde "tu também és o maior, mas a seguir a mim e ao Pedro Mota Soares", desliga o telemóvel, pensa "não te ponhas fino não, que não é por seres o maior estadista que este Mundo já viu que aqui o Brutus do Minho não te espeta uma facada no lombo que te põe a guinchar que nem o João Almeida num concerto do Justin Bieber", vai ao Parlamento Europeu, está fechado, vai ao cabeleireiro, vai à televisão dizer que Portugal estava na bancarrota graças a um TGV imaginário e agora já não está, passa por um milésimo de segundo de questionamento existencial e pergunta angustiado ao seu reflexo no espelho "Mas o que é que eu ando aqui a fazer? Qual o sentido disto?", percebe o sentido da sua existência ao contemplar o cabelo espectacular com que Deus e o Salão de Cabeleireiros Michel Jean-Jacques, Lda. o presentearam, vai beber porque o Parlamento Europeu é o Erasmus dos jotinhas".

É incrível que no meio desta rotina tenha conseguido escrever um relatório...

Gostem da minha página no Facebook para saber a resposta a alguns dos mistérios mais complexos da História, como por exemplo "Como é que é possível alguém levar o CDS a sério?" ou "Ouvi o Nuno Melo e pensei "olha que ele até tem uma certa razão". Devo consultar um médico? Isto tem cura?".
Enviar um comentário