sexta-feira, 11 de abril de 2008

Ainda sobre o Mário Machado


Várias personalidades como o Pacheco Pereira (o Barbinhas) ou, mais recentemente, o Bastonário da Ordem dos Advogados Marinho Pinto vieram dizer que a prisão do Mário Machado é injusta, com o argumento que ele só está preso por motivos políticos. Não o chegam a comparar a Nelson Mandela, mas eu faço-o de novo porque acho que o Máriozinho fica muito honrado com esta comparação.

Eu devo dizer que discordo deles. Não que não goste do Mário Machado, até porque, como já disse, o acho bastante fofinho, mas mesmo sem motivo, penso que o Mário Machado deve estar preso. Passo a explicar.

Tenho a certeza que todos viram o “América Proibida”. Derek, a personagem de Edward Norton, também estava presa sem motivos, quem viu o filme sabe que ele estava inocente, até porque jamais um skin faria aquilo que eles disseram que ele fez… Independentemente disso a prisão fez-lhe bem! Viram o efeito positivo que o convívio com aquele afro-americano pateta teve sobre o Edward Norton? Não que estou a falar do facto de ele ter deixado de ser skin, visto que isso não é necessariamente bom já que, como o Mário Machado nos fez questão de esclarecer, eles nem são maus tipos. Estou a falar do facto de ele ter deixado crescer o cabelo, abandonando aquele look típico daqueles que pretendem disfarçar a calvície, que ostentava na parte a preto e branco do filme e que, diga-se de passagem, não lhe ficava nada bem. A máquina zero está muito démodée e o estilista dentro de mim anseia por ver a frondosa cabeleira com que o Mário Machado vai sair da prisão!

Mantenham-no preso pelo bem do bom gosto!

Enviar um comentário