quarta-feira, 30 de abril de 2008

Luto


O Mundo está de luto. Morreu Albert Hoffman. Essa reacção “quero lá saber, nem sei quem era, que arda no Inferno se for caso disso” não vos fica nada bem. Primeiro, porque morreu uma pessoa. Tinha 102 anos, é certo, mas nunca devemos ignorar e encarar com leveza a morte de um ser humano (isto vindo de alguém que tem como principal fantasia ser um carrasco na Revolução Francesa, que defende, depois de um ou dois copos, que toda a gente com mais de 70 anos devia ser fuzilada e que ainda na semana passada desejou a morte de mais ou menos 50 pessoas só por respirarem um pouco mais alto… Cala-te consciência! Não tenho culpa de ter ido às finanças na semana passada!). Segundo, porque esta pessoa foi mais do que um pai para vocês. Foi o responsável por ter descoberto a razão da vossa existência, o único motivo pelo qual vocês estão neste blog. Pois é, meus amigos… Albert Hoffman descobriu o Lysergsäurediethylamid. Ainda não vos diz nada? OK! Eu dou mais uma pista, até porque um dos efeitos do Lysergsäurediethylamid é a deterioração das capacidades cognitivas. O Lysergsäurediethylamid é palavra alemã para a dietilamida do ácido lisérgico. Ainda não chegaram lá? Têm mesmo que tomar menos Lysergsäurediethylamid. Vou reproduzir o título do Público: “Morreu Albert Hoffman, o homem que descobriu a LSD por acaso” (Nota mental: quando morrer quero ser recordado desta maneira: “Morreu o Woody, que se tornou o homem mais sexy do Mundo por acaso” ou “Morreu o Woody, o Homem que descobriu por acaso que, se tentar muito e bater os braços com muita força, é possível que o ser humano consiga voar. Por acaso descobriu que não consegue, daí a sua morte, mas que era sexy, lá isso era…”).

Devemos muito a Albert Hoffman e por isso proponho 102 minutos de silêncio (tantos quantos os anos que durou a gloriosa vida de Albert) a partir de… agora.

Já está? OK! Tenho a certeza que o Lysergsäurediethylamid tornou estes 102 minutos bem agradáveis. Obrigado Albert!

Ao descobrir acidentalmente o Lysergsäurediethylamid (nome inventado por Albert Hoffman depois de ter usado a sua descoberta… como sabem este nome faz mais sentido depois de mandar uns ácidos… Quantas horas não passámos nós a falar de Lysergsäurediethylamid? Ou quantas vezes não nos tentámos atirar do telhado a pensar que éramos Lysergsäurediethylamid?), Hoffman mudou a vida de muita gente. Mais até do que aquele individuo que descobriu a América por acaso ou aquele individuo que descobriu a Penicilina por acaso ou aquele indivíduo que descobriu as Leis da gravidade por acaso. Hoffman é o maior dentro do grupo do pessoal que descobriu alguma coisa por acaso! O que é a América, a penicilina e a gravidade comparada com o Lysergsäurediethylamid? Até porque todos sabemos que as leis da gravidade são anuladas pelo LSD. Vamos voar um bocadinho Lucy?

É por isso que proponho mais 102 minutos de silêncio!


Enviar um comentário